terça-feira, 12 de maio de 2015

I festival Stella Monteiro de poesias (rodada 7) (Final)

















Stella Monteiro






O tema desta 7ª e última rodada é

LIVRE







&*&*&*&*&*



"Pirulita"


(Izaura Carolina)






Macaé - Rio de Janeiro




&*&*&*&*&*



"quintal"


(Dante Pincelli)



no quintal da minha casa
quando, às vezes, me distraio
pardais dividem os pedaços de pão
colocados ao acaso
sempre no mesmo lugar
no quintal da minha casa...

no quintal da minha casa
quase todas as coisas tem asas
borboletas sobre margaridas e flores do mato
gafanhotos que devoram bertalhas
e toda a imaginação que voa à solta, sem pressa
no quintal da minha casa...

no quintal da minha casa
o peito arde em brasa
quando penso em fazer nada
ouvindo uma música silenciosa
tocando insistentemente
entre a mangueira e o banco da varanda...

no quintal da minha casa
me entorpeço com o cheiro da erva cidreira
olho o verde das bananeiras
às vezes, repico o sino
só pra quebrar a maravilhosa monotonia...

contemplo parado meu jardim
de trevo de quatro folhas...

esmiúço os mais longínquos
cantos do pensamento
e tento organizar o quebra cabeças
da minha memória
remonto todas as fases emocionantes
da minha história...

me aborreço e me alegro
no caminho de pedras
que montei enquanto chovia
e eu cantava
no quase perfeito
lado direito
de quem entra
do quintal da minha casa...



Macaé- Rio de Janeiro



&*&*&*&*&*




"Poema Sobre o Sangue do Poeta"

(Paulo Acacio Ramos)












"RIMAGENS"



Trofa - Portugal



&*&*&*&*&*




"rebuleada"

(Vinni Corrêa)



tocou o rebu
 rebuceteio
 tirou o buço
do zagueiro
 driblou buliçoso
o goleiro
 a bola rebuscou
matou no peito
 num rebuçado
 tiro certeiro
na torcida o rebuliço
 pelo gol do artilheiro



Rio de Janeiro - Rio de Janeiro



&*&*&*&*&* 





"DANCE COMIGO"

(Jorge Luiz)



Quando você chegar
 Entre sem bater
Quando você for caminhar
Caminhe ao meu lado
Quando você voltar
Volta para mim
Quando você me olhar
 Me olhe com amor
Quando você me abraçar
Me abrace com calor
Quando você sorrir
Sorria só para mim
 Quando você me beijar
Me beije, com um beijo molhado
 Quando você me acariciar
 Me acaricie o corpo inteiro
 Quando você sonhar comigo
 Sonhe acordada
Quando você dançar na chuva
 Dance comigo
 Quando você me amar
 Me ame em 3 D.



Rio de janeiro - Rio de Janeiro



&*&*&*&*&*




"Estrutura"


(Izaura Carolina)






Macaé _ Rio de Janeiro



&*&*&*&*&*

"Urgência"


(S. Quimas)



É preciso urgência em escancarar as portas de nossas almas,
E de corações abertos e com um sorriso franco rasgado em nossos rostos,
Abraçarmos quantos puder e em todo o tempo em que vivermos.
Em nossas vidas sedentas de Paz Interior e famintas de humanidade.
É preciso urgência em resgatar o Amor, a Verdade e a Sinceridade
É preciso urgência em resolver as injustiças e as desigualdades,
É preciso urgência por atos heroicos em dizer “não” para tudo
O que ofende, discrimina, maltrata, escraviza e submete.
É preciso urgência em banir de nossa existência as banalidades,
A violência e as guerras, a indiferença com o sofrimento e dores alheias. As futilidades, o superficialismo que nos torna prisioneiros Do que há de menor em nossos espíritos e vidas.
Em fazerem o melhor e respeitarem toda a confiança que lhes foi depositada.
É preciso urgência em tomar as ruas e gritarmos a toda voz, Exigindo compromisso dos governos em atender às necessidades das populações, É preciso urgência no pão que alimenta a quem tem fome, Na água para aqueles que têm a garganta seca,
Que nos tornam incapacitados ao contato com nosso Deus Interior.
Na educação que valorize o homem e não naquela que o aliena, Na real e equânime oportunidade para todos para que se desenvolvam e progridam. É preciso urgência no Bem e no abandono de hábitos que nos corrompem, Enfim, é preciso mais do que urgência em nos tornamos verdadeiramente
Humanos.




Rio de Janeiro - Rio de Janeiro 




&*&*&*&*&*



"tasco"


(Zecafran)




 entao,
porque o mundo tem que ser assim?
um inevitavel drama,
onde a trama engole almas,
mas,quem disse que tem que ser assim?

quero um pedaço desse bolo,
minha fatia de felicidade...

dividimos o pão,
bebemos o vinho 
e cerveja também,

viver em harmonia,
a noite e o dia,
o agora 
e
 o que vem...





Niterói - Rio de Janeiro 




&*&*&*&*&*




"LÍQUIDOS METEOROS "

(RaiBlue)



. Dentro da concha do amor
a língua é líquido amniótico
mar que nutre as veias
as vias que veem o invisível.

No canto do olho
 um pássaro se aninha a outro
 e cantam juntos a palavra mais doce
despertando sereias que encantam as águas do corpo.

A fonte da palavra nunca seca
transborda e borda horizontes
além da linha que divide céu e mar

o infinito é uma mandala que não para de girar.

Paralelos os elos seguem
quasares espaço adentro.

Líquidos meteoros
Rá e Hórus
olhos famintos atirando raios
lanças de fogo no fundo do peito. .

Lua ao alcance das mãos.

 (Imagem: Melissa Cooke)





. Salvador -Bahia .



&*&*&*&*&*



"O duelo do solo"


(Redson Vitorino)


inócuo a cortaria
 Pra te ver gotejar sangue fora do mês

raspando teus pelos
E negando teus apelos

Eu te colocaria algodões no céu da boca

pra ter certeza de que suas lágrimas seriam doces quando caíssem

Eu te daria 7 palmos sem meu ego como adubo

Pra te ver florescer ao meio dia e lembrar do jarro que há dentro de mim



Petrópolis - Rio de Janeiro


&*&*&*&*&*


É com muito carinho e orgulho que agradeço a todos os participantes  e leitores 

deste I Festival Stella Monteiro de Poesias.

Que estejamos juntos nos próximos.



Grande abraço.

Dante Pincelli O Velho


&*&*&*&*&*





5 comentários:

  1. Ficou muito belo este (des)final...

    ResponderExcluir
  2. caetaneano,eu diria,que foi massa,muito lindo estar com os amigos nessa brincadeira,saio dela sabendo um pouco a mais sobre poesia.....parabens,mestre dante...abrs aos amigos...parabens pra nos

    ResponderExcluir
  3. Tô honrado de estar ao lado de vocês

    ResponderExcluir
  4. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderExcluir
  5. Tô preparando um festival diferente pra breve, vou amadurecendo as ideias e aviso logo.
    Obrigado a todos por participarem .

    ResponderExcluir